Leilões onde pode iniciar o seu investimento em ouro

Se tem sentido a iniciar um investimento em ouro, e tem dinheiro para isso, pode começar esta semana em 3 eventos que se vão realizar.

investimento em ouroEm qualquer deles poderá iniciar o seu investimento em ouro, obtendo peças de elevada qualidade com o intuito de as ver valorizadas no curto prazo.

A joalharia em geral e o ouro em particular têm sido alvo de muita procura pelos investidores. Tendo em conta a crise económica, a joalharia oferece vantagens como o facto de ser fácil de transacionar e como estes bens têm valor intrínseco é sempre uma segurança adicional para quem compra ouro.

Se houver uma desvalorização da moeda, como a hipotética, mas cada vez mais encarável saída de Portugal do Euro, é um bem seguro – é-lhe fácil a qualquer altura vender ouro.

Antiguidades, obras de arte moderna e contemporânea, e moedas, poderão iniciar a sua coleção, ou enriquecê-la, no caso de já investir em ouro. Três das principais leiloeiras portuguesas vão realizar leilões e o primeiro é da responsabilidade da Cabral Moncada. Já nos dias 12 e 13 de Dezembro, serão leiloados 598 lotes de obras de arte e antiguidades, que incluem adereços em prata, ouro e diamantes como colares, brincos, alfinetes, pendentes, armações para diademas, gargantilhas, etc.

A joalharia também marca presença no leilão do Palácio do Correio Velho nos dias 14 e 15 de Dezembro. É o caso de um adereço Van Cleef & Arpels em ouro amarelo e diamantes, composto por pulseira, par de brincos, anel e alfinete e que sobe à praça por 20 mil euros, e um um anel de platina cravejado com diamante em talhe de brilhante leiloado a partir de 50 mil euros.

Mas no evento do Palácio do Correio Velho existem muitas outras propostas atrativas que não em ouro: um quadro de Paula Rego, vários quadros de Malangatana, um raro contador indo-português – Goa, do séc. XVII.

Outro evento que decorre também nos dias 14 e 15 é dedicado à numismática e mais precisamente às moedas de ouro, que muito se têm valorizado. A leiloeira Numisma vai levar à praça uma importante coleção de moedas de ouro de Portugal e do Brasil distribuída por 474 lotes.

Sobretudo no primeiro dia deste leilão será possível arrematar peças muito valiosas.

Um dos principais destaques é precisamente o primeiro lote. Trata-se de um Áureo, uma moeda de ouro romana emitida em Roma no século I no tempo do imperador Tito Flávio e que pode ser licitada a partir de 15 mil euros.

 

Deixe um comentário