Exportação de Ouro Explode em Portugal

As exportações de ouro em Portugal tem vindo a crescer exponencialmente desde há cinco anos para cá. Dados relativos ao primeiro semestre de 2012, mostram que a venda de ouro para o estrangeiro é cada vez maior, tendo sido vendido 132 vezes mais ouro que em período igual de 2007. Este crescimento não parece estar a abrandar, sendo que o resultado obtido até agora é cerca de 83,4% superior ao do ano passado, 2011.

Segundo o INE as empresas Portuguesas exportaram mais de 382 milhões de euros em ouro, a contrastar com apenas 2,9 milhões de euros referentes a igual período em 2007. O ano de 2007, foi o último antes de rebentar a crise financeira e marcou o início de um crescimento exponencial,  da venda de ouro de Portugal para  mercados estrangeiros, nomeadamente a Bélgica, um novo mercado de destino para o qual Portugal nunca tinha exportado nenhum euro desde há sete anos atrás. A Bélgica revelou-se uma excelente aposta uma vez que se tornou o maior comprador de ouro nacional.

A exportação de ouro é pouco diversificada, na verdade as vendas para Itália, Bélgica e Espanha representam cerca de 95% das exportações. A exportação de ouro para a Bélgica é esmagadora com cerca de 208 milhões de euros, seguida da Itália com 96 milhões e finalmente a Espanha com 60 milhões.

O aumento das exportações de ouro não monetário (exclui as reservas do Banco de Portugal) coincidiu com uma grande valorização desse metal nos mercados financeiros, acompanhada por um agravamento progressivo da crise financeira que acabou por contagiar a economia. Os últimos dois anos tem sido muito difíceis para muitas famílias Portuguesas, que tem vindo a sofrer ondas de austeridade, reduzindo assim o seu rendimento familiar. O elevado valor atribuído ao ouro, é assim, um  incentivo à sua venda principalmente para quem atravessa dificuldades e tem jóias em casa.

 

Deixe um comentário