Lojas de Ouro na mira da PJ

GlamourNo início deste mês, durante um dia, a Polícia Judiciária  fez buscas a lojas de compra e venda de ouro, por todo o país, numa operação para combater os crimes de evasão fiscal e branqueamento de capitais. Esta operação foi comandada pela PJ do Porto e pelo Departamento Central de Investigação e Ação penal do Ministério Público.

Esta operação foi chamada de “Glamour” e permitiu concluir, que existia um grupo de pessoas no setor de compra e venda de metais preciosos, que fazia “negócios comerciais”  sem os declararem ao fisco, lesando as Finanças em dezenas de milhões de euros.

Foram 115 buscas que culminaram com a detenção de sete homens e uma mulher, sendo que um dos homens foi apanhado em flagrante delito por posse ilegal de arma de fogo.

Foram também apreendidos, automóveis topo de gama, vários bens, móveis e imóveis, contas bancárias, no valor de quinze milhões de euros, armas de fogo de vários calibres e cerca de duzentos e cinquenta mil euros em dinheiro.

A polícia Judiciária, suspeita que este mesmo grupo, no ano passado só em IVA e IRC  foi responsável por uma fraude de cerca de 30 milhões de euros.

O “negócio do ouro” ainda “mexe” com muito dinheiro, e ainda é a salvação de muitas famílias, que nesta altura de crise “severa” se socorrem de jóias e e utensílios deste metal preciosos, e os vendem para fazer face às despesas do dia a dia.

Lojas físicas, de compra e venda de ouro, não faltam, desde a Ourinvest, Valores, Gold Buyers, entre outras, e de uma forma muito discreta existe também a compra e venda de ouro online.

 

Deixe um comentário